quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Calçado indiano com GPS para ajudar pessoas cegas

  • Calçado com GPS foi desenvolvido por dois indianos
Desenvolvidos por dois jovens indianos para ajudar pessoas cegas, os sapatos munidos com GPS se tornaram um sucesso enorme no país e devem ser inseridos no mercado internacional com pedidos de compra de 20 países até o momento.

Com palmilhas com conexão Bluetooth que recebem ordens desde um telefone celular no qual é estabelecido o percurso através do Google Maps, os sapatos Lechal, "leve-me contigo" em híndi, abriram um segmento inovador do mercado, ao mesmo tempo que colaboram com organizações de cegos.

Um de seus inventores, Krispian Lawrence, assegurou à Agência Efe que desde seu lançamento ao mercado em setembro, foram recebidos cerca de três mil pedidos de compra, primeiro para a própria Índia e "cada vez mais no exterior".

Este calçado foi patenteado como o primeiro a utilizar este sistema de navegação por satélite através do servidor do Google. Cada sapato vibra, para direita ou para esquerda, para indicar as curvas necessárias no trajeto marcado.

O design é obra de Lawrence e seu parceiro Anirudh Sharma, dois jovens de 30 e 28 anos, respectivamente, formados nos Estados Unidos, onde adquiriram experiência em novas tecnologias e no campo das patentes.

De volta a seu país, ambos fundaram em 2011 no estado de Telangana a empresa tecnológica Ducere Technologies, que conta com 50 empregados com uma média de idade que ronda os 25 anos e cujo produto principal são estes sapatos compatíveis com tecnologias Android, IOS e Windows.

O calçado é vendido acompanhado de baterias e de um carregador universal como os utilizados para recarregar telefones celulares.

"Estamos aumentando as rotas de distribuição" para canalizar a mais países os pedidos recebidos pelo site da empresa, afirmou Lawrence.

Embora sua comercialização tenha ficado evidente entre corredores e ciclistas, o leque de clientes é crescente, explicou o empresário. "Vivemos em um mundo que se guia muito por modas e agora a moda é a tecnologia", disse.

Além de marcar a rota, os aplicativos informáticos utilizados, disponíveis em vários idiomas, permitem também conhecer dados como as calorias consumidas, a distância percorrida e o tempo de percurso.

O preço deste calçado inteligente oscila entre US$ 100 e US$ 150, mas a companhia tecnológica colabora com ONGs como o Instituto do Olho L.V. Prasad de Hyderabad, capital do estado, que podem adquirir o produto por um custo menor.

Os sapatos ajudam pessoas com dificuldades de visão a seguir uma rota, como complemento a outras tecnologias que advertem sobre os obstáculos em seu caminho.

Embora desenhados na Índia, os Lechal são fabricados na China. "Mas vamos transferir a produção para Índia assim que pudermos e já temos estudadas até 14 possíveis localizações para a fábrica", contou Lawrence.

Os sapatos com GPS seguem a saga de invenções em calçado que nos últimos anos se proliferaram. Em 2012, uma empresa dos Estados Unidos, GTX, começou a vender modelos com um localizador por satélite pensados para o acompanhamento de pessoas com Alzheimer que correm o risco de se perder.

Há também dois anos, um artista britânico, Dominic Wilcox, desenvolveu sapatos com um chip no qual é gravado uma rota que depois vai indicando, por meio de luzes led, a direção a seguir no pé direito e a distância restante até o destino no esquerdo.

Wilcox se inspirou em Dorothy e sua travessia em "O mágico de Oz" com sapatos mágicos que o permitiram voltar para casa.
Fonte:  http://economia.uol.com.br/noticias/efe/2014/12/18/calcado-indiano-com-gps-conquista-mercado-internacional.htm