terça-feira, 5 de novembro de 2013

Yahoo cria impressora 3D ativada por voz para criança cega sentir objetos

Máquina é parte do projeto 'Hands on Search', visto como o futuro da rede. Crianças pedem para tiranossauros e escorpiões serem impressos


Yahoo do Japão criou uma impressora 3D que imprime objetos com comandos de voz para dar a crianças cegas a oportunidade de sentir como são os objetos e animais que elas não podem ver.
A máquina faz parte do projeto "Hands on Search" (algo como, Mãos à Busca, em tradução literal), lançado no meio de setembro deste ano.
O intuito do Yahoo com o mecanismo é fazer com que as pessoas possam tocar objetos que pediram para ser buscado em um sistema. A companhia aposta que isso seja “o futuro da internet”.Uma dessas máquinas foi entregue à Escola para Necessidades Especiais, administrada pela Universidade de Tsukuba.
Bichos que antes podiam dificilmente ser imaginados pelas crianças da escola, como tiranossauros e escorpiões, podem ser tocados pelas crianças.
Segundo o Yahoo Japan, o projeto foi criado para incorporar a possibilidade do toque à experiência da internet.
“A internet é visual e auditiva. E se o sentido do toque se tornasse possível? O que o futuro parece?”, propõe o Yahoo no site do projeto. A máquina, que fica na escola até o fim deste mês, é capaz de imprimir um objeto em poucos minutos. O Yahoo pretende levar o projeto "Hands on Search" a outras entidades educacionais. Para mostrar como funciona a impressora 3D, o Yahoo lançou um vídeo que mostra como a máquina foi montada.
Busca na internet

O Yahoo é uma das companhias precursoras em mecanismo de busca na internet. No caminho para ampliar sua participação, a companhia comprou o pioneiro Alta Vista, mas tirou o site do ar no começo de julho.

Ao longo dos anos, a companhia vem perdendo espaço para o Google, responsável por quase 90% de todas as pesquisas feitas na internet, e até para o Bing, da Microsoft, responsável por 4% das buscas. A participação do Yahoo não chega a 3%.
Em julho, porém, o Yahoo conseguiu superar oGoogle em número em número de acessos pela primeira vez em 25 meses. O resultado, é claro, não contou apenas as visitas feitas às ferramentas de busca de ambas as empresas, mas a todos as páginas na web das companhias.
A comScore, autora do levantamento, não havia considerado, no entanto, os acessos ao Tumblr, site de miniblogs que havia sido adquirido em julho por US$ 1,1 bilhão pela companhia.